Cultivo: como saber se a planta é macho ou fêmea?

As fêmeas trazem toda a diversão quando se trata de cannabis. Saiba porquê e como distingui-las.

0
363

Por que as plantas precisam ser fêmeas?
As plantas de cannabis femininas são valorizadas porque cultivam brotos ricos em canabinóides. As plantas de cannabis masculinas têm menos potência de THC do que as fêmeas, embora alguns produtores optem por manter as plantas masculinas para fins de reprodução, grande parte não utiliza as plantas masculinas. Até porque, quando a planta masculina fertiliza a feminina, elas criam sementes. Manter uma cultura de plantas exclusivamente femininas evita as sementes.

Outro ponto é que quando um broto feminino é fertilizado, a energia e os nutrientes da planta são direcionados para a criação de sementes, em vez de formar brotos ricos em THC. Os botões femininos sem sementes são conhecidos como sinsemilla e são celebrados por sua vida mais longa de produção de brotos e níveis mais altos de THC.

Como você pode saber se uma planta é uma fêmea antes de florescer?
Na fase pré-floração, a principal oferta de uma planta feminina é o aparecimento de cabelos finos e brancos conhecidos como estigmas que se projetam de minúsculos botões em forma de lágrima. Os estigmas fazem parte do pistilo, como são chamados os órgãos reprodutivos femininos, que estão localizados nos nós onde os ramos encontram o caule central.

Os cabelos brancos e finos do estigma feminino tornam-se visíveis aproximadamente quatro a seis semanas após a germinação e escurecem progressivamente ao longo do tempo. Pistilos e estigmas são mais propensos a aparecer mais perto do topo da planta perto da fonte de luz, mas eles também podem se formar nas regiões inferiores.

Como saber se uma planta é um macho?
Como a planta feminina, a planta de cannabis masculina também tem órgãos sexuais. As plantas masculinas muitas vezes, mas nem sempre, revelam seu sexo uma semana ou duas antes das plantas femininas. As plantas masculinas produzem sacos de pólen, que também crescem na junção entre o nó e o caule. Quando eles se formam pela primeira vez, os sacos polínicos masculinos podem inicialmente parecer semelhantes aos minúsculos botões que aparecem nas plantas femininas. As pré-flores masculinas também assumem uma forma diferente das plantas fêmeas.

Existem outras diferenças morfológicas que distinguem os machos das fêmeas. A planta masculina frequentemente cresce mais alta do que sua contraparte feminina e tem caules mais grossos e resistentes para suportar seu peso. As plantas masculinas também têm menos folhas do que as plantas femininas, que tendem a ser mais curtas e mais espessas.

Apesar de ser um método caro para cultivadores iniciantes, há hoje no mercado a verificação de sexo através de teste químico das suas folhas. Esse método pode ser utilizado bem cedo, uma semana após a germinação da planta, por isso acaba compensando para os cultivadores já experientes ou com um jardim bem florido.

Fonte: WeedMaps


Esse conteúdo foi oferecido pelo Ganja Talks University, a primeira universidade canábica do Brasil! Lá, você conta com diversos cursos em diversas áreas, desde cultivo orgânico à extração, passando por negócios e mais. Tudo isso por apenas 37 reais mensais! Inscreva-se já.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.