Curiosidades: Conheça a Royston Cave, a carvena mais misteriosa do planeta

Há mais de 300 anos, essa caverna intriga cientistas do mundo todo.

0
189

Royston Cave é uma caverna artificial localizada sob as ruas de Royston, em Hertfordshire, na Inglaterra.

A caverna foi construída como uma câmara circular, em forma de sino, afundada no leito rochoso de giz perto da junção da trilha pré-histórica e romana, conhecida como Icknield Way e Ermine Street (a estrada romana que liga a cidade de Londres à cidade de York).

A caverna mede 8 metros de altura, 5 metros de diâmetro e continha um pódio octogonal circunferencial com um telhado de cúpula estreita. Um estudo sugere que a caverna foi dividida em dois níveis, por uma estrutura de madeira ou cavalete que suportava uma plataforma elevada.

As paredes da caverna são decoradas com uma série elaborada de esculturas únicas, nunca vistas pela Grã-Bretanha, e apenas comparáveis às esculturas medievais encontradas em locais da Europa Central e Israel.

Algumas das representações representam a crucificação, e possivelmente do Santo Sepulcro e da Sagrada Família, bem como Santa Catarina, São Lourenço, São Cristóvão, São Jorge, Thomas Becket e Ricardo I.

Acredita-se que Cristo, seus discípulos e figuras de santos e mártires também sejam representados, com estes últimos sendo presenteados com cruzes e corações adornando suas roupas.

As esculturas parecem corresponder ao século 13 (com base em sua representação estilística), mas é aqui que o mistério da caverna de Royston causou debate entre os acadêmicos que tentam determinar suas origens e função: Quando foi criada? E por quê? Por quem?

As incontáveis gravuras, esculturas e desenhos encontrado nas paredes, de diversas religiões, culturas e datas diferentes, não nos permitem entender onde tudo começou, nem seus motivos.

Uma das teorias sugere que a caverna foi usada como um local de reunião secreto para os membros dos Cavaleiros Templários, que mantinham uma fortaleza na cidade vizinha de Baldock. Outras teorias tentam conectar a caverna com os maçons, sugerindo que o rei Jaime I usou a caverna para praticar a maçonaria.

Também foi sugerido que a caverna foi construída como uma capela privada para a esposa de Guilherme, o Conquistador, Lady Roisia (para a qual o nome “Royston” deriva de “Roisia’s Town”).

A caverna foi redescoberta em 1742 por um operário local. A cavidade da caverna foi preenchida principalmente com material e foi escavada com a expectativa de encontrar tesouros, mas nada foi encontrado (ou pelo menos não fora divulgado).

Relatos contemporâneos observam a descoberta de alguma cerâmica (possivelmente medieval), um crânio humano, ossos e um pedaço de latão (do qual o paradeiro dos achados datados é desconhecido), mas nada além.

Fontes: Royston Cave Website, HeritageDaily

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.