Depois de legalizar o uso medicinal, o governo suíço quer avaliar a regulamentação do uso recreativo com um plano piloto de vendas em farmácias, que irão vender maconha com base nos preços do mercado ilegal.

Recentemente, a Suíça modificou sua lei de narcóticos, permitindo o uso medicinal da maconha (que deve ter menos de 1% de THC) através de de prescrição médica

Agora, o país criou um plano piloto para políticas de legalização que permitam o uso recreativo também, ou seja, serão feitos testes em algumas cidades da Suíça para avaliar essa regulamentação.

A partir de 15 de setembro, a cidade da Basileia iniciará o primeiro projeto suíço de venda legal de cannabis em farmácias. O projeto ajudará a avaliar os efeitos das novas regulamentações sobre uso recreativo e combater a distribuição do mercado ilícito.

A Secretaria Federal de Saúde Pública aprovou esse plano piloto em abril. A University of Basel, suas clínicas psiquiátricas e departamento de saúde participarão do projeto.

Seis produtos canábicos – quatro tipos de flores de cannabis e dois tipos de haxixe – serão vendidos em nove farmácias selecionadas pelas autoridades”, disse Lukas Engelberger, ministro da Saúde.

Usuários de maconha com mais de 18 anos já podem se inscrever para participar do plano piloto, com o número de participantes limitado a 370.

Além disso, as farmácias cobrarão preços próximos aos estabelecidos no mercado ilegal para produtos com conteúdo de THC. Um grama custará entre CHF8-CHF12 (CHF: Franco Suíço) (US$8,40 – US$12,60). Ou seja, a ideia é deixar o preço competitivo a esse mercado e redirecionar a demanda da cannabis para o mercado legal.

Outras localidades também solicitaram projetos semelhantes, incluindo Zurique, Genebra e a capital do país, Berna.

Fonte: The Fresh Toast

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.