Considerado um enteógeno, cujo princípio ativo é o DMT, a ayahuasca apresenta diversos benefícios e têm despertado a atenção da ciência para aplicação na área da saúde, principalmente, mental.

(Reprodução Amazônia Real)

A ayahuasca é o nome dado à bebida milenar preparada com o cipó jagube/liana/mariri/yagé/Caapi, e as folhas da chacrona, nativos da Amazônia. Essas plantas contém o psicoativo DMT.

O DMT é considerado um enteógeno. Especialistas explicam que essa denominação surgiu depois da sua classificação como psicodélico. O termo é uma combinação entre entheos (literalmente, “Deus dentro”) e gen (“tornar-se”), remetendo àquilo que “gera o divino internamente”, buscando assim ressaltar o uso ritualístico/místico/espiritual dessas substâncias.

A ayahuasca tem sido usada por diversas gerações de povos originários da América do Sul de forma ritualística, através do Santo Daime, União do Vegetal (UDV) ou de rituais xamânicos, com foco em cura espiritual.

Mas, atualmente, por conta das pesquisas com o DMT, a ayahuasca também tem sido estudada – sobretudo no Brasil – para tratamentos de dependência química e depressão severa.

Assim, a ayahuasca é conhecida por trazer benefícios para o corpo, a mente e o espírito.

Efeitos

Testes de neuroimagem relatam que a ayahuasca aumenta o fluxo sanguíneo para áreas do cérebro que ajudam a regular emoções e memória, incluindo o lobo temporal medial, amígdala e hipocampo.

Acredita-se que a ayahuasca pode fornecer insights e cura emocional, estimular o crescimento pessoal e até mesmo promover o contato com divindades e espíritos.

De acordo com alguns estudos, a ayahuasca pode aumentar a capacidade de uma pessoa estar em estado de atenção plena, aumentando também pensamentos e atitudes de não-julgamento. Além disso, apontam que a ayahuasca remove os bloqueios autoimpostos entre a alma e o divino.

Seu princípio ativo ajuda a chegar à raiz de traumas armazenados no subconsciente e ajuda a reprogramar essas informações. A ayahuasca ajuda a trazer luz a esses traumas, pensamentos, ajudando a compreendê-los e expulsá-los. Esse processo permite a reprogramação da mente.

Defende-se que a ayahuasca tem um elemento de cura para o corpo e pode eliminar toxinas, há quem se sinta fisicamente melhor, inclusive, depois das cerimônias.

Seus efeitos podem durar até 6 horas, dependendo da quantidade ingerida, e incluem:

  • sentimentos de euforia
  • percepção alterada da realidade
  • experiências sensoriais aumentadas de visão, som, tato e cheiro

Algumas pessoas podem experimentar sintomas adversos temporários logo após beber a bebida, incluindo: ansiedade, diarréia, náusea, pânico, paranóia, vômito.

O uso ritualístico da ayahuasca deve ser levado muito a sério.

Benefícios para a área da saúde

Como mencionado, a ayahuasca pode melhorar a regulação do humor e das emoções, e também pode reduzir o estresse e a depressão.

De acordo com um estudo, as preparações do cipó Banisteriopsis caapi demonstraram atividade antidepressiva, possivelmente devido à presença de harmina e outras substâncias que contribuem para a neurogênese (produção de neurônios).

Além disso, um estudo de 2018 que envolveu pessoas que participaram de cerimônias de ayahuasca descobriu que as classificações de depressão e estresse diminuíram significativamente após a cerimônia. Esses níveis mais baixos de depressão persistiram por 4 semanas após a cerimônia.

Outra pesquisa suporta essa evidência, sugerindo que uma única dose de ayahuasca pode produzir um efeito antidepressivo rápido em pessoas com depressão resistente ao tratamento. Este efeito antidepressivo persiste por várias semanas.

A ayahuasca também pode ajudar a tratar transtornos de ansiedade e humor, de acordo com uma revisão de seis estudos.

Além disso, outros estudos apontam seus benefícios para tratamento do Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) e para dependência química.

Porém, é importante notar que a maioria desses estudos foi de pequena escala e alguns ocorreram em animais ou in vitro. Portanto, mais estudos são necessários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.