Com os avanços dos psicodélicos na medicina e com alguns estados norte-americanos descriminalizando seus usos, empresas da área canábica já estão trabalhando para adicionar psilocibina em seus produtos.

psilocybin antidepressants

A maconha e os psicodélicos compartilham muitos aspectos em comum, destaca-se que ambos foram proibidos por suas propriedades psicoativas e são substâncias naturais cheias de potenciais para nossa saúde.

Assim, com a cannabis vivendo uma crescente legalização, espera-se que os psicodélicos sigam o mesmo caminho.

Neste cenário, algumas empresas canábicas do mercado legal já estão se preparando para quando as substâncias psicodélicas forem descriminalizadas, já pensando em produtos com psilocibina que possam ser comercializados de forma medicinal.

Na Austrália, por exemplo, a primeira empresa de cannabis para fins medicinais do país, a Little Green Pharma, está começando a criar ingestíveis (cápsulas e pílulas) com psilocibina.

A empresa cultiva e produz maconha para uso medicinal desde 2018. Agora, sua sede em Washington recebeu aprovação do Departamento de Saúde do estado para começar a criar produtos com psilocibina para condições de saúde mental, como Transtorno de Estresse Pós-Traumático e ansiedade.

A Little Green Pharma planeja cultivar cogumelos mágicos em suas instalações e extrairão a psilocibina para ser usada na forma de cápsula ou pílula. No entanto, ainda não há previsão de quando esses produtos podem chegar ao mercado.

Nos Estados Unidos, a Califórnia já pode esperar produtos semelhantes no mercado nos próximos anos.

Uma das principais e maiores empresas de cannabis do estados, a Cookies, está começando a falar sobre a incorporação da psilocibina em seus produtos.

De acordo com a Forbes, a empresa mencionou que sua equipe está “experimentando plantas medicinais há anos, e vemos muito valor no que os cogumelos podem fazer pela saúde e bem-estar do consumidor, então era natural seguir esse caminho”.

Só falta a ”luz verde” do governo da Califórnia, que possivelmente descriminalizará a psilocibina.

Atualmente, a Cookies está aproveitando os cogumelos legais, como reishi, juba de leão e cordyceps, incorporando-os a sua linha de cápsulas, que também inclui CBD e canabinóides menores, como CBG e CBN.

Culturas antigas têm aproveitado as capacidades curativas dos cogumelos por gerações, tornando-os ainda mais significativos na medicina moderna.

Empresas já estão de olho nesse potencial milenar, mas é fundamental que não esqueçam das origens ancestrais e ritualísticas destas substâncias. Não trata-se de apenas mais um produto, mas sim de uma ferramenta poderosa de cura.

Fonte: Herb

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.