Muito tem se falado sobre microdoses de substâncias psicoativas. Vem entender o que isso significa.

microdosis

Microdosagem é a prática de tomar uma quantidade sub-perceptual de uma substância psicoativa. Em se tratando de psilocibina (encontrada nos cogumelos, principalmente do gênero Psilocybe Cubensis), essa dosagem gira em torno de 0,1 a 0,5 gramas.

As cápsulas costumam vir com 0,150 gramas, ou seja, a microdosagem vai estar entre 1 a 3 cápsulas (0,150 gramas a 0,450 gramas).

A microdose pode variar para cada indivíduo, a dosagem é pessoal e deve ser testada em dias que a pessoa não tenha nenhuma responsabilidade a fazer, inclusive dirigir.

Em geral, pessoas que utilizam essas substâncias para melhorar a qualidade de vida utilizam a microdosagem 2 a 3 vezes por semana. Mas, dependendo da substância que está sendo usada, as pessoas têm diferentes protocolos ou programações de microdosagem.

É um equívoco dizer que não há benefício perceptível na prática da microdosagem. Na verdade, sub-perceptivo significa que os efeitos psicodélicos típicos não são experimentados, mas é possível – e provável – que você perceba outras mudanças positivas em sua prática de microdosagem, como foco, disposição, bem estar e criatividade, além de uma possível melhora na cognição.

As microdoses podem ser de diversas substâncias psicoativas, mas as mais comuns são de cogumelos mágicos ou LSD. Existem alguns estudos que colocam o LSD como possível tratamento para muitas condições de saúde, sobretudo mental, mas o grande problema dessa substância é a proibição e os contaminantes. Por ser de fonte ilegal, não há um controle da qualidade da substância, portanto, você nunca saberá o que realmente estará tomando.

A microdosagem pode parecer um fenômeno recente, mas sua história é antiga. Albert Hoffman, um químico suiço, que foi a primeira pessoa a sintetizar e tomar o LSD, acreditava que “doses muito pequenas, no máximo 25 microgramas de LSD, poderiam ser úteis como antidepressivo”.

Assim, embora a microdosagem tenha crescido em popularidade nos últimos anos, graças em parte à adoção pelos funcionários mais bem pagos do mundo do Vale do Silício, ela também tem sido feita há séculos.

Estudos recentes sobre a relação entre melhora de questões de saúde mental e substâncias psicoativas despertaram um novo interesse na prática da microdosagem, aumentando em dez vezes o número de pesquisas na Internet por ”microdosagem” nos últimos cinco anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.