De sedas a concentrados de cannabis, Meg McCalla faz pequenas versões de artes cannábicas.

A arte em miniatura tem a capacidade de adicionar uma dimensão nova à arte regular, isso se torna ainda melhor quando tem maconha envolvida.

A artista Meg McCalla, de 25 anos, se tornou especialista em fazer artes cannábicas em miniatura e vende as esculturas através da sua empresa Level Heady.

O trabalho da Level Heady surgiu da luta da artista com a saúde mental e o desemprego, em um mundo pandêmico.

“Fui diagnosticado com ansiedade e TOC quando era adolescente, então comecei a fumar maconha como remédio para lidar com isso”, disse McCalla à VICE.

Para ela, a maconha era um caminho para recuperar a sensação de calma e controle. Depois de desistir da faculdade, fazer arte enquanto estava chapada se tornou uma maneira de McCalla se sentir à vontade consigo mesma.

“Quando comecei a fazer arte em resina e argila em 2018, queria fazer algo que me expressasse, mas que também tivesse essa energia positiva. Ver versões em miniatura de parafernália de maconha me faz sentir feliz, ao mesmo tempo em que me permite expressar meu estilo pessoal”, comenta.

Suas esculturas de arte cannábicas logo se transformaram em uma coleção de pequenos baseados, seda, extrações, e até vapes, todos esculpidos em argila, resina e tinta.

Seu trabalho ficou rapidamente famoso entre @s [email protected] do mundo, mesmo que ela acredite que alguns deles possivelmente encomendaram seu trabalho porque estavam [email protected] e pensaram que estavam comprando maconha de verdade.

“Não há maconha em meus produtos, e você definitivamente não deve fumá-los”, ela explicou.

Ela transformou sua arte em miniatura também em acessórios, como brincos e colares.

Enquanto a maioria das pessoas pensa que sua arte é impressa em 3D, o processo de McCalla é completamente artesanal e leva de algumas horas a vários dias para ficarem prontos.

Depois de medir a coisa real, ela recria um em um pedaço de papel e começa imitando o desenho usando argila.

Ela então molda o produto final em uma camada de resina para dar um brilho e depois começa a pintar e colar para aperfeiçoá-lo. Dependendo da escultura, ela também usa alguns outros materiais extras para parecer o mais fiel à realidade.

“Minha coisa favorita para imitar são os concentrados, especialmente o Rosin. Cada variedade de cannabis pode ser tão diferente e única quanto um floco de neve, então gosto do desafio de recriá-las”, afirma McCalla.

Fonte: Vice

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.