Atualmente, usamos a palavra ”cannabis” por conta da planta Cannabis Sativa L., que dá origem a tudo que consumimos: cânhamo, canabinóides, terpenos.

Mas, de onde vem a denominação dessa espécie botânica?

cannabis

Estima-se que a cannabis já seja cultivada desde 12 mil anos atrás.

Nessa época, a linguagem era fluida e em constante evolução, o que torna difícil mapear a primeira menção à planta. Porém, historiadores e especialistas em linguística mergulharam na etimologia para descobrir a origem da palavra ”cannabis”.

As origens

A primeira cultura a fazer menção à cannabis parece ter sido a dos antigos chineses.

Em 2737 aC, o imperador Shen Nung da China já recomendava o chá de cannabis para o “tratamento de gota, reumatismo, malária e memória fraca”.

Antes disso, a aparência da planta era limitada a representações mais simbólicas.

O caracter chinês para parte da palavra ”cannabis” (Ma) parece representar plantas de cânhamo penduradas de cabeça para baixo para secar.

Imagem: caracter chinês para ”Ma” | reprodução The Cannigma

Até os antigos egípcios tinham uma palavra para cannabis: shemshemet.

As primeiras referências começaram a aparecer por volta de 2350 aC, quando um rei mitológico é descrito amarrando os cordões da planta shemshemet (cannabis). Os papiros médicos ao longo dos próximos séculos expandiriam muito os usos da planta.

Como observa o Dr. Ethan Russo em um estudo intitulado “History of Cannabis and Its Preparations in Saga, Science, and Sobriquet”, as aplicações da cannabis são representadas através de diferentes nomes provenientes de muitas culturas primordiais. Como pode ser observado abaixo:

(Imagem: reprodução The Cannigma)

Desde os sumérios até os persas e os hebreus, diferentes culturas tinham uma palavra distinta para cannabis.

Dentre todas, o termo hebraico ”kaneh bosem” tem uma história especialmente intrigante.

Kaneh Bosem

A cannabis – ou kaneh bosem, como os antigos hebreus a chamavam – parece ser um ingrediente no óleo sagrado da unção dos sacerdotes hebraicos.

Em uma passagem do Torá, é mencionada ”cana aromática” para produção de um óleo sagrado para unção.

Durante séculos, esse ingrediente confundiu os tradutores.

Nas primeiras interpretações, entendia-se que ”cana aromática” se referia a uma planta chamada cálamo.

Porém, em 1936, um etimologista polonês chamado Sula Benet propôs que a menção era, na verdade, “קנבוס” ou “KaNaBoS”, que vem do termo hebraico ainda mais antigo “קנה בשם” ou kaneh bosem.

Seu argumento era bastante lógico: קנה, ou kaneh significa ”cana” ou talo forte, enquanto bosem significa perfumado ou aromático. Kaneh bosem – cana que é perfumada, portanto, a ”cana aromática” mencionada no Torá se refere à cannabis.

Com isso, descobriu-se que o termo ”cannabis” provavelmente remonta ao hebraico antigo.

O etimologista notou que o termo estava aparecendo por toda a Bíblia também. O óleo da unção com a cannabis é referido em várias passagens bíblicas.

(Imagem: reprodução Graphéine)

Não é à toa que a planta, ainda hoje, possui várias aplicações espirituais e ritualísticas. O Professor e Doutor Yosef Glassman, especialista nos usos da cannabis dentro da cultura hebraica afirma que “Não há dúvida de que a planta tem uma fonte sagrada, o próprio Deus, e, portanto, é mencionada para vários propósitos ritualísticos”.

Termos atuais

Embora a maconha tenha passado por diversos momentos históricos, a etimologia da ”cannabis” permaneceu.

Além do kaneh bosem, o termo que utilizamos atualmente pode ser facilmente rastreável até o ”kánnabis” da Grécia Antiga.

O kaneh bosem, do hebraico, estava entre os primeiros termos para cannabis e espalhou mais do que algumas ramificações etimológicas no processo.

A palavra persa ”kanap” eventualmente evoluiu para o termo moderno ”cannabis” também.

Por fim, a palavra ”cannabis”, em si, foi adotada como um termo latim; que permaneceu praticamente inalterado desde antes de 300 dC.

Carlos Lineu (também conhecido como Carl von Linné, Carl Linnaeus e Carolus Linnaeus), em 1753, usou o termo Cannabis Sativa L. para descrever e denominar a planta como a conhecemos hoje, pertencente à família Cannabaceae.

Ao longo do tempo, a planta foi ganhando novas denominações, de acordo com distintos contextos: maconha, ganja, erva… Todas as palavras fazem referência à espécie botânica Cannabis Sativa L.

Qual termo você costuma usar para se referir a essa planta?

Fonte: The Cannigma

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.