Para quem ama jogar, competir, brincar ou só dar muita risada, jogos que envolvem maconha podem ser uma ótima opção para se divertir durante a session.

(Imagem: reprodução Marijuana Span)

A verdade é que qualquer jogo conhecido fica mais divertido quando se está [email protected] Desde jogos de cartas até mímica, tudo pode ficar mais interessante depois de fumar um baseado.

Mas a diversão pode ir para outro nível quando consumir maconha é uma das regras do jogo.

Para os canabistas que amam uma brincadeira durante a session, selecionamos 13 jogos que envolvem ganja.

Mas, atenção: é sempre importante entender sua tolerância à cannabis e não tentar ultrapassar seus limites de consumo, por mais que seja para competir ou jogar. A ideia é que essas brincadeiras sejam divertidas, portanto, você pode adaptá-las como achar melhor. Apenas jogue se você se sentir confortável.

1. Jammin’

Esse jogo consiste em colocar a música Jammin’ do Bob Marley para tocar, fazer a roda, ir passando vários baseados (o ideal é que cada um tenha o seu) e fumar a cada vez que o Bob falar ”jammin” na música. Quem aguentar até o fim da música, pode ser [email protected] @ [email protected]

Você pode escolher outra música para jogar, mas o interessante é ser alguma em que haja uma repetição de alguma palavra específica (que será a palavra escolhida para fumar o beck, toda vez que cantada).

Uma outra variação é colocar um filme ou série (com a temática canábica) e fumar o beck a cada vez que surgir a palavra ”maconha”, ”cannabis”, ”ganja” (qualquer palavra que remeta à erva).

O legal é que dá para jogar com poucas pessoas, duas pessoas já dá para brincar.

Lembrando: não tente passar do seu limite. É uma brincadeira, então consuma até quando se sentir confortável.

2. Ash Bomber

Para jogar, você precisará de alguns materiais: um elástico, uma moeda, um copo, uma folha de papel (pode ser papel toalha, guardanapo) e um baseado.

Com esses materiais, você primeiro cobrirá o copo com o papel, prendendo-o com o elástico ao redor da borda. Em seguida, coloque a moeda no meio do papel e acenda o baseado.

Toda vez que alguém der um trago, deve segurar a fumaça, fazer um buraco no papel, passar o baseado e depois soltar a fumaça. Quem queimar o buraco e fizer com que a moeda caia perde. Como ”penalidade”, terá que fazer o que o resto [email protected] [email protected] decidirem.

Escolha sabiamente e jogue com cuidado!

3. Caça ao tesouro canábico

Provavelmente você já brincou de caça ao tesouro quando criança, a diferença é que nesse, os tesouros são: baseados, buds, prensado, talvez um brisadeiro, um bong, pipe (e qualquer outro item que você queria colocar na brincadeira).

Esconda os tesouros canábicos pela sua casa, chame @s [email protected] e faça-os procurar (não dê pistas). O tesouro que for encontrado deve ser consumido na hora. Por exemplo, se a pessoa encontrou um bong, terá que dar uma bongada. Quem encontrar o baseado, vai ter que fumar.

4. Competição de baseado

Crie uma verdadeira competição para ver quem bola o melhor beck. Se tiver vá[email protected] [email protected] na sesh, deixe 3 para ser @s [email protected] Estabeleçam categorias de avaliação do baseado e quem ganhar a melhor nota pelos jurados, ganhará um prêmio (que será decidido pelo júri). Quem ficar com a pior nota, ganhará uma ”penalidade”, também decidida pelo júri.

5. ‘Corrida’ canábica

Calma, esse jogo não envolve nenhum esforço físico. Apenas esforço dos pulmões. (Mais uma vez, lembre dos seus limites, não tente fazer uma brincadeira que possa te fazer mal).

Nesse jogo, o ideal era ter um bong ou pipe para cada participante, mas pode ser um baseado (de preferência, um fino). Quando der a largada, os participantes têm que fumar o mais rápido possível, quem terminar o baseado (ou a maconha do bong ou do pipe) primeiro, ganha.

6. Eu nunca

Esse jogo geralmente usa bebida alcóolica, mas a ideia é trocar o álcool por baseados.

Para quem nunca jogou, funciona assim: cada participante precisar estar com seu baseado. Cada um vai falar algo que nunca fez na vida (por exemplo: ”Eu nunca babei o beck”), quem já fez isso na roda, deve fumar.

Se você já fez muita coisa nessa vida, você vai ficar [email protected] bem rápido.

7. Contando história

Sempre tem [email protected] pessoa na roda que ama contar história [email protected] com o beck (fala, fala, fala e não passa o baseado).

Esse pode ser um bom jogo para jogar com [email protected]: cada jogador fala uma palavra para formar uma história em grupo. Cada pessoa tem que adicionar a próxima palavra e tem que fazer o mínimo de sentido (pelo menos gramatical).

Se a pessoa da roda ”congelar” (não conseguir pensar em nada) – ou dizer algo que não funciona – ela deve fumar o beck.

O jogo pode ser muito engraçado e particularmente difícil se você já estiver [email protected], pode ser uma boa brincadeira para o fim da session.

8. Medusa

Esse remete à história grega: se você olhar nos olhos da Medusa, você se transformará em pedra.

Para este jogo, você se sentará em círculo com suas/seus [email protected] (é interessante todos terem um baseado em mãos).

Todo mundo começa com a cabeça baixa até a contagem de três. Então, todos devem olhar para cima e encarar [email protected] [email protected]

Se você olhar para alguém que também está olhando para você, você deve gritar “Medusa!” e fumar o baseado.

9. Dança das cadeiras chapadas

Para esse, é necessário um pouco de espaço (e muitas cadeiras, dependendo do número de pessoas). Mas não há segredo: é como a tradicional dança das cadeiras, com a diferença que envolve maconha, claro.

Coloque a música, comecem a andar em volta das cadeiras, quando parar a música, todos têm que tentar sentar (mas [email protected] ficará de fora, já que deve ter uma cadeira a menos, em relação ao número de pessoas).

Todo mundo que conseguir sentar, fuma o baseado. Quem ficou em pé, perdeu.

10. Strip choker

Aqui é como strip poker, mas sem o poker.

É um jogo ousado, então só brinque se você se sentir confortável com as pessoas que estiverem junto (e, mais uma vez, só participe se você sentir a vontade em ficar bastante [email protected] Não passe do seu limite, porque o final do jogo pode ser o oposto de divertido).

Funciona assim: todo mundo dá uma bola no beck (um trago) e segura a fumaça o máximo de tempo que conseguir. A primeira pessoa a soltar a fumaça, tem que tirar uma peça de roupa.

Talvez seja um jogo interessante de se jogar a dois.

11. Bong pong

O bong pong funciona como o beer pong, portanto, você vai precisar de uma mesa de ping pong, de qualquer forma.

Troque a cerveja por água e a cada vez que a outra pessoa ou dupla acetar a bola dentro do seu copo, você e sua dupla têm que dar uma bongada.

12. Roda da maconha

Esse funciona como uma ”Roda da fortuna” ou ”Roda roda Jequiti”.

Você vai precisar confeccionar sua própria roda (uma ideia é usar a roleta do jogo da vida ou qualquer roleta que você possa ter em casa), e criar algumas opções, como ”dar uma bongada”, ”dar três bolas no baseado”, ”fique uma rodada sem fumar”.

Uma adaptação pode ser usar um dado e para cada número tirado, uma ação deve ser feita (como os exemplos aqui citados).

13. ”Prova do líder”

Essa é um jogo de resistência, como uma das provas do líder do Big Brother Brasil.

Todos devem ficar em pé e a cada 10 minutos (ou menos ou talvez mais, para quem for menos tolerante à maconha), todos devem fumar o beck. O último a se sentar ou melhor: a pessoa que ficar em pé por mais tempo depois de tanto chapar, ganha.

O prêmio pode ser decidido entre os participantes.

(Imagem: reprodução Herbies)

Essas são apenas algumas sugestões para deixar sua session mais divertida. Mas, muitos outros jogos tradicionais e bem conhecidos podem ser incrementados e adaptados ao incluir maconha nas regras.

Como mencionado ao longo do texto, apenas participe dos jogos se você se sentir confortável!

Tem alguma brincadeira canábica para indicar?

Fonte: The Bluntness

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.