Considerada como um afrodisíaco natural, a maconha pode ser ótima aliada na hora do sexo para alguns, enquanto para [email protected], pode atrapalhar. 

A microdosagem pode ser a solução.

De maneira geral, canabistas afirmam que a maconha melhora as experiências sexuais, tanto para atingir melhores orgasmos, quanto para relaxar e sentir com mais intensidade o momento.

O terapeuta sexual Lawrence Siegel disse à CNN que o “tetrahidrocanabinol – o canabinóide THC – parece ter como alvo uma parte do nosso cérebro associada à excitação sexual, pelo menos nas mulheres”.

Mas também há relatos de que a maconha pode prejudicar o desempenho sexual.

Existe uma mistura de evidências sobre o assunto e pesquisas estão sendo feitas para entender melhor a relação entre maconha e sexo.

Menos é mais

A Dra. Becky Kaufman Lynn, ginecologista e professora da faculdade de medicina da Universidade de Saint Louis (Estados Unidos), conduziu um estudo para investigar como a maconha pode ajudar as mulheres a desfrutar mais o sexo. 

Os resultados mostraram que a maioria das mulheres que fumam maconha antes do sexo, de fato, tendem a ter uma experiência mais prazerosa do que aquelas que não fumam. 

“A maioria das mulheres [que disseram que misturavam sexo e cannabis] disse que a experiência sexual melhorou, os orgasmos foram melhorados, a libido melhorou, a dor melhorou e a lubrificação não mudou”, afirma Lynn. “Há uma variedade de ideias sobre o porquê. Uma é que diminui a ansiedade e o estresse, dá a você um pouco mais de confiança em sua capacidade sexual. Ou pode diminuir sua percepção do tempo e aumentar a sensação.”

E parece haver um truque para usar maconha a favor de melhores relações sexuais: a microdosagem.

microdosagem de cannabis

Outro estudo, feito com animais, descobriu que o THC aumentou a libido de hamsters, mas as fêmeas que ingeriram muito THC não eram tão receptivas ao sexo quanto aquelas que consumiram doses mais baixas.

Ainda faltam mais estudos clínicos com humanos, mas o que especialistas afirmam é que altas doses de maconha podem fazer com que os envolvidos na relação sexual entrem em uma ”viagem” de pensamentos, distanciando a mente do sexo – e tirando a concentração do momento. Isso pode atrapalhar (e bastante) a ”hora H”. 

Além disso, altas doses de maconha podem dificultar o desempenho dos homens, contribuindo para crises temporárias de disfunção erétil. 

Assim, muita maconha pode ser um obstáculo ao melhor aproveitamento do sexo. 

É nesse cenário que a microdosagem surge como uma alternativa para aproveitar os benefícios da cannabis nas relações íntimas, sem que ela se torne um problema no momento. 

A dica de especialistas é consumir só um pouco de maconha antes da relação e ter uma ideia do que funciona para cada um. Às vezes, uma pessoa precisa de um pouco mais de cannabis do que outra para aproveitar os benefícios da erva: relaxamento, melhor orgasmo, mais sensibilidade e intensidade.

Alguns especialistas dizem que experimentar strains e produtos diferentes também é essencial para o máximo aproveitamento da maconha no sexo: você pode testar diferentes combinações de THC e CBD ou Indicas, Sativas e Híbridas, para ver o que funciona melhor.

Maconha não é tudo

Também é importante entender que existem outras variáveis ​​que determinam a qualidade do sexo. 

A cannabis pode ser uma boa aliada, mas outros fatores também influenciam as relações sexuais. 

Na sua opinião, a maconha ajuda a melhorar a experiência sexual ou não?

Fonte: Cannabis Now

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.