Em Denver, Colorado (EUA), entre os murais, esculturas e arte de rua, existe a Nug Nation, uma produtora de artes audiovisuais que deu vida à cannabis – literalmente.

(Imagem: reprodução Cash Color Cannabis)

A Nug Nation utiliza animação stop-motion de alta qualidade para transformar cannabis em personagens que andam e falam, ou os “Nugs”.

Cada personagem tem o nome de uma variedade popular de cannabis como Sour Diesel, também conhecido como “Diesel”, Grand Daddy Purple, também conhecido como “Daddy” e Girl Scout Cookie, também conhecido como “Cookie”.

O projeto começou como uma forma divertida e criativa de permitir que as empresas de cannabis exibissem marcas e patrocinassem conteúdo sem violar as proibições de marketing estritas do setor. Hoje, o pessoal da Nug Nation conquistou um nicho único em um mercado em constante expansão e crescimento.

Como surgiu a ideia

Mikey Peterson, um cineasta experiente, teve a ideia logo depois que a cannabis foi legalizada no Colorado, em 2014. 

“Eu reconheci a oportunidade de unir a comédia e a maconha ao criar algo completamente distinto que não se concentrava no humor do maconheiro”, disse Peterson à Cannabis Aficionado. “Como o panorama dos consumidores mudou significativamente, buscamos uma maneira de atingir um público mais amplo, fornecendo uma ferramenta de marketing para marcas de cannabis.”

Os episódios iniciais do programa The Nug Nation foram criados com formato curto, que podem ser facilmente consumidos em plataformas de mídia social, e que refletem situações atuais, na maioria das vezes.

Em The Nug Nation Episode 2: The Debate, que foi ao ar em agosto de 2016, a equipe parodiou o debate presidencial entre Donald Trump e Hillary Clinton com resultados hilários. Isso chamou a atenção do CEO da BurnTV, Jason Santos, que levou a marca The Nug Nation para sua linha de programação.

Maconha e entretenimento

The Nug Nation é a combinação perfeita entre cannabis e entretenimento, criando um humor engraçado em relação à maconha. 

Após criarem uma série de vídeo, em 2019, foram contratados para criar um videoclipe para a música “Angel in my Pocket” do artista Billy Ray Cyrus. 

No videoclipe, o cantor foi transformado em um personagem feito de maconha e animado em stop-motion. 

Com o impulso do videoclipe “Angel in my Pocket”, a Nug Nation trabalhou com várias novas marcas para lançar alguns programas novos, incluindo Hempire, uma marca de lifestyle para consumidores de maconha, que foi uma das patrocinadoras do videoclipe e acabou se associando à Nug Nation para criar a série Hemp 101.

Educação sobre o cânhamo

“Hemp 101” é uma série curta, com foco na educação sobre o cânhamo, com um toque cômico. 

Os tópicos variam desde as diferenças entre o cânhamo e a cannabis até as aplicações mais tradicionais do cânhamo. O apresentador do programa é um ”professor baseado” que dá aulas educacionais em sala de aula. 

Além dessa parceria criativa com a Hempire, a Nug Nation também está desenvolvendo vários outros projetos e programas.

O objetivo da produtora é continuar fazendo colaborações com marcas canábicas a fim de criar um novo tipo de publicidade, que foge da divulgação tradicional e cheia de restrições para o mundo da maconha. 

Fonte: Cannabis Aficionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.