Sabe aqueles cristais que podem ser vistos nas flores e folhas da cannabis?

Eles são os tricomas, responsáveis por abrigar os canabinóides e terpenos da planta. 

(Imagem: reprodução Canna Connection)

Outras espécies botânicas também possuem tricomas, como as plantas carnívoras, que os produzem para secretar substâncias que auxiliam na captura e digestão das presas.

(Imagem: reprodução CGTN)

Proteção da planta

Além dos tricomas abrigarem os compostos mais importantes da cannabis, eles também ajudam na proteção da planta

Os tricomas ajudam a repelir alguns insetos das flores e folhas de maconha, protegem contra raios UV, e até mesmo de alguns tipos de fungos. 

(Imagem: reprodução Bubbleman Brand)

Tipos de tricomas

Existem registros que apontam a existência de vários tipos de tricomas. 

Mas os que produzem os canabinóides e perfis de terpenos são os  tricomas glandulares, dentre estes estão:

  • Tricoma bulboso – o primeiro a aparecer na maioria das plantas de maconha. Ele é bem pequeno, medindo entre 15 e 30 micrômetros. Eles costumam ser bem difíceis de extrair da planta para fazer concentrados. 
  • Tricomas sésseis capitados – estes são um pouco maiores que o bulboso (medindo entre 25 e 100 micrômetros) e são bons para extração.
  • Tricomas capitados pedunculados – estes tricomas são os maiores (150 a 500 micrômetros), e conseguimos ver a olho nu. Eles também são ótimos para serem extraídos de forma mecânica, e para produzir os concentrados de maconha sem solventes. 
(Imagem: a seta amarela indica o tricoma bulboso, a seta azul indica os tricomas sésseis capitados, e seta vermelha indica os tricomas capitados pedunculados | por Bubbleman | reprodução Cannabis Culture)

De maneira geral, a classe de tricoma glandular é protegido por uma ”membrana de cera”, que segura todos os compostos. E existe um pequeno laboratório trabalhando dentro dessa membrana para produzir os canabinóides e perfis de terpeno. 

Extrações

Para fazer concentrados de maconha, os tricomas são essenciais.

As técnicas de extrações sem solvente envolvem separar os tricomas maduros do resto da planta. 

Por isso se chamam concentrados, pois são feitos a partir da parte que concentra os maiores níveis de canabinóides e terpenos da planta: os tricomas.

Alguns métodos podem ser utilizados para separá-los do resto da planta, mantendo-os inteiros (e sem utilizar solventes).

Esses métodos dão origem ao Dry Sift, Bubble Hash e Rosin!

Se você quiser se aprofundar no universo dos tricomas – e ainda aprender a fazer extrações sem solventes -, no curso do Ganja Talks University, ”Extrações sem Solventes”, Marcus Bubbleman ensina tudo sobre esses compostos da maconha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.