O governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, anunciou que deve colocar em prática este ano seu plano para regulamentar a cannabis recreativa. Porém, apoiadores da reforma pró-cannabis no estado se decepcionaram com um capítulo intitulado “The Fallacy of Home Grow” (“A Falácia do Cultivo Doméstico”), que incluiria na proposta a proibição do cultivo doméstico de cannabis.

Um mês antes do governador apresentar sua proposta de legalização a uma associação de consumidores de cannabis do estado, a Associação da Indústria de Cannabis Medicinal de Nova York (NYMCIA), enviou uma declaração ao escritório de Cuomo no interesse de “oferecer pensamentos sobre várias questões associadas a uma transição do uso médico para o adulto”, segundo o portal Marijuana Moment.

As empresas listadas como membros da NYMCIA no memorando enviado ao governador são Columbia Care, Etain, PharmaCann, The Botanist and Acreage NY, Vireo Health e MedMen. De acordo com o documento, o cultivo doméstico daria origem a “riscos de saúde pública e margem para o mercado ilegal”.

A organização listou cinco argumentos que sustentam a afirmação:

1 – O cultivo doméstico impossibilitaria o estado de eliminar o mercado ilegal de cannabis.

2 – O auto cultivo impossibilitaria a distinção de produtos legais e ilegais, frustrando assim os esforços de fiscalização.

3 – O cultivo doméstico prejudicaria o estado em suas políticas de redução de danos, em assegurar que a cannabis vendida no estado de Nova York seja cultivada sem pesticidas nocivos ou outros contaminantes.

4 – O cultivo doméstico prejudicaria o interesse da saúde pública do estado em garantir que a cannabis vendida no estado seja testada, embalada e rotulada corretamente.

5 – O auto cultivo baixaria a receita de impostos estaduais, dificultando assim a capacidade do Estado de financiar prioridades como o tratamento do abuso de drogas e o investimento na comunidade.

Embora recomende que os legisladores proíbam o cultivo pessoal de maconha recreativa, Cuomo incluiu uma opção de cultivo caseiro para pacientes de cannabis medicinal em seu plano orçamentário. Será que o cultivo doméstico realmente sustentaria o mercado ilegal ou complicaria as atividades de aplicação da lei em Nova York? Ou será que as empresas canábicas querem todo o mercado para si?

Saiba mais em:

Marijuana Moment

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.