Quando se trata de pesquisas medicinais com a cannabis, Israel é sem dúvida um dos pioneiros em pesquisa e desenvolvimento de técnicas, tratamentos e produtos medicinais. As pesquisas financiadas pelo governo israelense vem produzindo um resultado excelente, tanto que o país está em vias de exportar cannabis para parceiros comerciais.

De acordo com o ministro da agricultura israelense Uri Ariel, dentro de dois anos Israel estará exportando cannabis, o que poderá gerar uma receita de até 1 bilhão de shekels (264 milhões de dólares) para os cofres nacionais israelenses. A iniciativa seria inédita, visto que até hoje nenhum país exporta maconha em sua forma pura de maneira legal.

Porém, diante do tamanho sucesso do programa israelense com a cannabis, a demanda pode crescer de uma forma mais acelerada do que o governo pode ofertar, causando uma “seca” por falta de cultivos. De acordo com o jornal israelense Jerusalém Post, o número de pacientes que obtiveram acesso à cannabis medicinal nos últimos anos cresceu, à medida em que os cultivadores não conseguiram as licenças requisitadas pelas autoridades, causando um desequilíbrio entre oferta e demanda.

Outro fator que atrasa o processo de crescimento da cannabis no país é a falta de staff da polícia israelense para lidar com o crescente números de profissionais que se habilitam a produzir cannabis. É possível que antes de exportar para outros países, Israel fique um tempo sem suprimento interno suficiente para abastecer os 25 mil pacientes registrados atualmente pelo Ministério da Saúde israelense.

Fontes: http://hightimes.com/news/israel-is-running-out-of-marijuana/

http://hightimes.com/news/reports-israel-already-in-talks-to-export-marijuana/

https://www.nytimes.com/2016/12/17/world/middleeast/israel-a-medical-marijuana-pioneer-is-eager-to-capitalize.html?_r=0

http://www.jerusalemonline.com/news/in-israel/local/first-report-possible-shortage-of-medical-cannabis-26041

Imagens: i24News.com/; timesofisrael.com/; weedist.com/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.