O Panorama Ganja Talks continua entregando conteúdo de ótima qualidade. Desta vez quem deu a aula foi o professor e deputado federal Jean Wyllys. Numa conversa franca e aberta sobre política, racismo, sociedade e claro, maconha, o deputado contou um pouco de sua história, mostrou suas ideias e debateu seus pontos de vista com a plateia e internautas que acompanharam o evento via streaming.

Jean Wyllys é responsável por um projeto de lei que regulamenta a cannabis, que infelizmente se encontra paralisado na câmara, por falta de espaço para debate. “Quando me perguntam se eu sou à favor da liberação da cannabis eu digo que não, porque liberada ela já está. Quando você tem uma proibição, ela gera uma total falta de controle, então na prática, a maconha já é liberada. O que eu quero com o meu projeto é regular para acabar com esse cenário de violência e descontrole que temos hoje.”

Contando um pouco da sua história, o deputado mostrou como as drogas sempre estiveram presentes nos seus contextos de vida, “meu pai era alcoólatra e tabagista. Ele morreu num hospital, mas se fosse um viciado em maconha, ele teria morrido na prisão. Nós temos um cenário grave, de preconceito, de falta de informação e de conservadorismo que se construiu há muito tempo e que precisa ser revisto”.

Defendendo de maneira clara e honesta seus pontos de vista, Jean Wyllys é engajado nas lutas por direitos humanos, questões lgbts e de gênero bem como na luta pelas liberdades individuais. “Os liberais do Brasil são só liberais no mercado, porque com relação à sociedade e costumes, ainda são muito conservadores” afirma o deputado.

Numa previsão moderada, o deputado disse acreditar que a maconha será regulamentada em torno de 2023 e acredita que a saída é um mercado bem regulado e bem estruturado, uma mescla entre os modelos uruguaio e americano, resta saber quando a classe política levará à cabo a discussão para que mudanças efetivas sejam implementadas.

O Panorama Ganja Talks segue suas atividades na próxima segunda-feira, 28, com as aulas de Eduardo Faveret, médico epileptologista e Katiele Fischer, mãe de uma paciente de cannabis medicinal. Não perca! Para se inscrever, com valores atualizados, acesse www.ganjatalks.com.br/panorama

Imagens: Thum Thompson; diariodaerva.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.