A história de Katiele Fischer ficou bastante conhecida desde o lançamento do documentário ‘Ilegal – A vida não espera’. Reconhecida pela batalha para conseguir um medicamento à base de cannabis para sua filha, Anny, que sofre de Síndrome de Rett CDKL5, uma doença grave muito rara, que apresenta sintomas como convulsões, dificuldades motoras e de fala, Katiele foi a primeira pessoa no Brasil a conseguir uma liminar judicial para importação do remédio à base do CBD para o tratamento de sua filha.

Casos como o de Katiele começaram a ganhar notoriedade por todo o país depois que a sua história foi divulgada. Mães de crianças com condições variadas começaram a mobilizar-se para conseguir o tratamento ideal para seus filhos, também pacientes de síndromes raras.

A luta de Katiele e outras mães para que seus filhos e filhas tenham acesso aos medicamentos à base de cannabis expôs o cenário complicado em que se encontram as leis brasileiras e dão a dimensão da imensa burocracia pela qual essas pessoas tem de passar para conseguir medicar seus filhos e parentes.

E para mostrar a situação vivida por essas pessoas que precisam de cannabis medicinal, o Panorama Ganja Talks contará com a palestra da Katiele, buscando diversificar o debate e informar ainda mais sobre aqueles que precisam da cannabis medicinal como tratamento.

Para mais informações, acesse https://www.ganjatalks.com.br/panorama

Fonte: http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2015/11/vida-nova-dizem-pais-de-menina-que-ha-2-anos-usa-derivado-da-maconha.html

Imagens: Macô Cannabis Project, Alamanaque das Drogas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.