Dentre os benefícios proporcionados pela regulação da cannabis, está a redução de danos. Informação, prevenção e controle de qualidade são quesitos fundamentais para o mercado da erva e também para o consumidor final, principalmente.

Na medida em que a maconha se torna um produto regulado, os contextos envolvendo a produção, a venda e consumo da erva tornam-se legítimos e consideravelmente mais seguros para os envolvidos.

O simples ato de comprar maconha, quando num ambiente legal, deixa de ser uma coisa arriscada, como não acontece quando algum usuário quer comprar no Brasil. As famosas ‘biqueiras’ são os locais mais acessíveis, porém, nem sempre são seguros, para comprar maconha.

A redução de danos começa quando a população tem acesso à informação de qualidade sobre a erva. Com a legalização, o mercado cria novas maneiras de abordar o produto, introduzindo novos meios de consumo. Os comestíveis são um exemplo de como reduzir danos através de novas iniciativas: bolos, chocolates, manteiga, óleos e até salgados proporcionam aos usuários novas opções de se consumir a erva, sem maiores danos ao pulmão, como ocorreria com o fumo.

Outra maneira mais segura, é consumir a maconha por meio de vaporizadores, onde não fumaça, mas somente vapor com alta concentração de THC, eliminando assim, quase a totalidade de impurezas e possíveis substâncias químicas.

Além de todos esses benefícios, as empresas ainda podem contar com um controle de qualidade próprio, ou também ter seu produto testado em laboratórios, como ocorre em coffeeshops na Holanda, garantindo assim sempre a melhor qualidade na maconha oferecida, mostrando que, no fim das contas, a melhor maneira de reduzir os danos é a própria legalização, pois somente ela abre novas portas a novas partes da sociedade, de modo que todos e todas possam beneficiar-se das qualidades da ganja.

Fonte: https://www.leafly.com/news/politics/two-dutch-coffeeshops-now-offering-lab-results-customers/

Crédito imagens: gizmodo.com/; dailymail.com/; cannabismedsolutions.com/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.