A expressão ‘Tikun Olam’ vem do hebraico e significa “reparar o mundo”. O termo dá nome também à primeira e maior empresa de cannabis de Israel. Com quase 10 anos e funcionando sob licença do Ministério da Saúde Israelense, a empresa desenvolve um importante trabalho na área de maconha medicinal, desenvolvendo cannabis tanto para pacientes idosos quanto para crianças.

Dentre as pesquisas feitas pela Tikun Olam, as que chamam mais atenção estão relacionadas ao efeito de maconha para o tratamento de pacientes com Doença de Crohn. As pesquisas demonstraram que 50% dos pacientes obtiveram remissão “quase completa” da doença, e 90% obtiveram melhoras substâncias sem sinais de efeitos colaterais.

Outra pesquisa notável foi feita com pacientes crianças que receberam tratamento com cannabis ricas em CBD, um dos princípios ativos da maconha, responsável pela sensação de tranqüilidade e relaxamento. 19 pacientes que sofriam de condições graves como Síndrome de Dravet, Síndrome de Doose e Síndrome de Lennox-Gastaut, receberam o tratamento com a cannabis e os resultados foram os seguintes: 16 (84%) dos 19 pacientes demonstraram redução de convulsões enquanto em tratamento com a cannabis rica em CBD.

Dos 16 que responderam positivamente ao tratamento, dois apresentaram ausência completa de convulsões, oito apresentaram uma redução maior do que 80% no número de convulsões, e seis reportaram redução de 25 a 60% dos casos de convulsão. Outros benefícios apresentados pelos pacientes foram melhora de humor e de sono, além de deixarem os pacientes mais alertas. No vídeo a seguir, você pode conferir um pouco do trabalho bem legal que a empresa desenvolve com suas plantações

Apesar dos resultados animadores, os pesquisadores não conseguiram chegar ainda a uma conclusão sobre a segurança do uso de cannabis rica em CBD, pois não há dados suficientes sobre a tolerância da substância por parte das crianças.

A empresa conta com um inventário de 16 strains, muitas usadas nas próprias pesquisas, como a dos pacientes de Crohn e algumas delas são exclusivas. É interessante notar que a empresa produz suas pesquisas em parcerias com médicos, universidades e hospitais, um trabalho essencial para a produção de evidências cada vez mais claras de que a ganja, se não cura, proporciona uma vida muito melhor aos seus pacientes.

Fonte: http://www.tikun-olam.info/

Crédito imagens: http://www.tikunolam.com/gallery.php?act=cat

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.